Paróquia Santo Antônio
Bem-vindo ao fórum da Paróquia Santo Antônio!
Para participar das discussões é necessário registrar-se.
Se você já se registrou, basta fazer o login.
Últimos assuntos
» Pedido de desculpas
Sab 23 Out 2010 - 22:27 por Regina Farias

» Como q responde ?
Sab 23 Out 2010 - 21:52 por Regina Farias

» Vou ganhar!!!
Sex 28 Maio 2010 - 20:34 por Andreia do Carmo

» Dicas :Limpeza de Casa
Sex 28 Maio 2010 - 12:58 por Regina Farias

» 16º Congresso Eucarístico Nacional 2010
Seg 10 Maio 2010 - 11:24 por Michelle Santana

» Façamos ao outro o que gostaríamos que fizessem a nós
Qui 1 Abr 2010 - 17:28 por Michelle Santana

» Suas intenções são motivadas pelo quê?
Qui 1 Abr 2010 - 17:27 por Michelle Santana

» O segredo da felicidade
Qui 1 Abr 2010 - 17:25 por Michelle Santana

» O amor nos faz humanos
Qui 1 Abr 2010 - 14:16 por Michelle Santana

» Conduzidos pelo Espírito Santo
Qui 1 Abr 2010 - 12:01 por Michelle Santana


Façamos o bem a todo momento

Ir em baixo

Façamos o bem a todo momento

Mensagem por Andreia do Carmo em Sex 26 Mar 2010 - 20:17




VAMOS HOJE PROMOVER O BEM?
Vamos hoje iniciar o dia semeando o bem, a alegria, o amor, a paz, a sinceridade e a verdade.
Talvez até já tenhamos acordado com o coração acelerado, mas vamos parar um pouco e decidir como queremos agir ao longo deste dia. Graças a Deus temos um modelo maravilhoso a seguir: Jesus, que passou por esta vida fazendo o bem a todos; e Ele fazia bem todas as coisas.
Não é saudável para nós nem para as pessoas com as quais convivemos nivelar a nossa vida pelo rodapé, ao contrário, precisamos, cada vez mais, agir com a nobreza própria dos filhos de Deus, criados à sua imagem e semelhança.
“Eu vos amo, ó Senhor! Sois minha força, minha rocha, meu refúgio e Salvador! (Sl 17)
Assumamos a postura de escutar, digerir e, depois, agir; ao invés de reagir, porque desta forma evitaremos desencontros e transtornos, e seremos instrumentos de paz e amor.
Jesus, ensina-nos a fazer o bem sempre e em todas as circunstâncias.
Beijocas, paz e fogo!!
Andreia do Carmo
Andreia do Carmo

Mensagens : 69
Data de inscrição : 12/03/2010
Idade : 37

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Façamos o bem a todo momento

Mensagem por Michelle Santana em Ter 30 Mar 2010 - 9:01



Tempo de colheita


"Anunciar de manhã o seu amor, a sua fidelidade ao longo da noite"


A vida humana, como toda a criação, é medida pelo tempo. Tempo de nascer, tempo de morrer. Tempo de semear, tempo de colher. As leituras deste domingo nos dão idéia do valor do tempo presente em relação à eternidade.
O evangelho de Marcos 4, 26-34 apresenta o ensinamento de Jesus: "O reino de Deus é como alguém que lança a semente à terra. Ele vai dormir e acorda, noite e dia, e a semente vai germinando e crescendo, mas não sabe como isso acontece. A terra, por si mesma, produz o fruto: primeiro aparecem as folhas, depois vem a espiga e, por fim, os grãos que enchem a espiga. Quando as espigas estão maduras, o homem mete logo a foice, porque o tempo da colheita chegou".
Não nos damos conta do tempo de nossa vida. Fazemos muitos planos como nos alimentar, como nos vestir, como nos enriquecer. Mas o que vale nossa vida? "O tempo da colheita representa o fim do mundo... O Filho do homem mandará os seus anjos para recolher em seu reino todos os escândalos e os malfeitores, e os lançar na fornalha ardente... Então os justos brilharão como o sol no reino de seu Pai" (Mateus 13,39-43).
A colheita é o ato conclusivo da história humana, o juízo final. Na segunda leitura, 2ª Coríntios 5,6-10, Paulo afirma: "Todos devemos comparecer diante do tribunal de Cristo, a fim de cada um receber a devida recompensa, prêmio ou castigo, do que tiver feito ao longo da vida na terra".
O pensamento do julgamento final nos perturba: temor, angústia, severidade. Na pintura do juízo final na Capela Sistina, Michelangelo fixou o momento em que Cristo reprova os maus: "Afastai-vos de mim, malditos!" Para o artista, impressiona muito mais esta condenação do que a entrada dos bem aventurados no céu: "Vinde, benditos!"
A verdade do julgamento final é feita para encorajar e não para espaventar. A imagem da colheita não sugere tristeza mas alegria, festa. Que esta visão nos aumente a fé esclarecida e a esperança confiante.
Se na terra nós nos preocupamos com muitas coisas, trabalhamos ardorosamente, suamos, buscamos o bem estar, não pensemos que na eternidade nada faremos e nos encheremos de tédio, aborrecimento. A contemplação de Deus é ativa, visão beatífica, acompanhar o pensamento de Deus sempre infinito, eternamente novo. Santo Agostinho nos assegura: "Ninguém tenha temor de enjoar-se, ninguém acredite que ali haverá tédio. Por ventura te enjoas quando estás bem? Tudo nesta vida no fim cansa; a saúde porém não cansa jamais. Se a saúde não te cansa, cansar-te-á imortalidade?"
Dois desejos humanos, por natureza, não se esgotam jamais: o conhecimento e o amor. Podemos nos cansar de uma coisa que conhecemos, mas não de conhecer. Assim também podemos cansar da pessoa que amamos, mas não de amar. Mas o ser que encerra em si toda a verdade a ser conhecida e todo amor que se pode desejar, não será a sua posse a felicidade eterna? Este ser existe: é Deus. No momento da alegria mais intensa e da vida mais plena, quem não subscreveria se lhe fosse proposto fazer eterno aquele instante? Teria medo de enjoar-se? Nem de longe. A vida eterna é precisamente isto. Um instante eterno!
"Em quanto temos tempo, façamos o bem a todos" (Gálatas 6,10). As últimas semanas antes da colheita são as mais preciosas para o grão e para a uva. O sol é importante para a qualidade do grão e da uva. O mesmo vale para a vida humana, no plano espiritual. Os anos da maturidade e da velhice são preciosos. Não são improdutivos. Absolutamente.
Todo crente é chamado a sempre se confrontar pessoalmente com a palavra do Senhor. Talha na raiz a absurda auto-suficiência da semente que não quer morrer para crescer, para ser transformada em "árvore de acolhimento".
Para quem renuncia a todas as falsas seguranças, a palavra de Deus é proposta com grande certeza de vida, superação de toda trepidação na própria existência: é feliz descobrir-se acolhido e regenerado na plenitude de vida do "bom terreno", de saber-se semeado e cuidado pelo "bom agricultor". Aquele que adquire crédito total em Deus torna-se árvore de refúgio, oferta de vida, dom de alegria para toda criatura que procura a vida.
A eucaristia é o momento forte do poder de Deus. Nela a igreja é sempre de novo misteriosamente inserida na "semente lançada à terra", morta e ressuscitada e a vida plenamente comunicada. Nela toma consciência e vive a realidade do ser "casa de oração e de acolhimento" para todas as gentes. Nela sente nascer em seu coração o canto da alegria, da fé, da esperança: "anunciar de manhã o seu amor, a sua fidelidade ao longo da noite".
Michelle Santana
Michelle Santana

Mensagens : 182
Data de inscrição : 11/03/2010
Idade : 35

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum